O primeiro-ministro canadiano Justin Trudeau pediu na terça-feira ao seu Governo que estude a proibição de pistolas e armas de assalto no Canadá, com o objetivo de combater o aumento de violência registado nos últimos cinco anos.

Trudeau confiou essa tarefa ao seu ministro da Segurança de Fronteiras e Redução do Crime Organizado, Bill Blair, nomeado para o cargo na sequência de uma remodelação em meados de julho.

Numa carta divulgada na terça-feira, o primeiro-ministro insta o ex-chefe de polícia de Toronto a preparar mudanças legislativas "que permitam ajudar a reduzir o número de crimes envolvendo o uso de armas de fogo".

Blair "terá que olhar para a possibilidade de proibir completamente pistolas e armas de assalto no Canadá, sem prejudicar o uso legítimo de armas de fogo pelos canadianos", escreveu Justin Trudeau.