Pelo menos 29 pessoas morreram esta sexta-feira no Egito, nos confrontos que envolvem apoiantes e opositores do presidente deposto Mohamed Morsi e ainda o exército.

Manifestantes pró-Morsi e anti-Morsi estão envolvidos em confrontos perto da praça Tahrir, no centro do Cairo, enquanto os apoiantes do ex-presidente também se mobilizavam em várias zonas do país.

De acordo com a agência noticiosa AFP, foram registados disparos enquanto os dois campos adversários se agrediam com pedras na ponte 6 de outubro, situada perto da emblemática praça da capital egípcia, e as ambulâncias transportavam feridos para os hospitais.

No Cairo morreram pelo menos 17 pessoas e em Alexandria 12.

Esta sexta-feira, foi ainda detido pelas autoridades egípcias o «número 2» da Irmandade Muçulmana, Khairat El-Shater.