Seis cidadãos indianos, acusados de violação coletiva de uma cidadã suíça, de 39 anos, foram este sábado condenados a prisão perpétua. A sentença foi ditada por um tribunal do centro da Índia.

«Todos os acusados foram condenados e estamos satisfeitos com o veredicto», disse o procurador, Rajendra Tiwari, após ter sido conhecida a sentença do julgamento, noticia a AFP.

A violação da cidadã helvética, que viajava de bicicleta, aconteceu três dias depois da violação coletiva de uma estudante de fisioterapia, de 23 anos, num autocarro em Nova Deli, em dezembro de 2012. O ataque à estudante levou a uma onda de indignação sobre o tratamento dado às mulheres na Índia.