Um tribunal de Doha, no Qatar, condenou esta segunda-feira a um ano de prisão, ou pagamento de multa, por adultério, uma holandesa que apresentou queixa por violação, durante as suas férias naquele país, refere uma fonte judicial.

A mulher identificada pelo nome próprio Laura não esteve na audiência e será expulsa do Qatar assim que pagar uma multa de 732 euros, acrescentou a fonte citada pela agência noticiosa francesa AFP.

A holandesa, de 22 anos, rejeita a acusação de adultério.