Pelo menos 28 pessoas morreram ou ficaram gravemente feridas, desde o início do ano, em Laos, no Vietname, a explosão de bombas do tempo da guerra, nas décadas de 1960 e 1970.

Veja também:

O balanço foi noticiado hoje pela imprensa local, sendo que as autoridades do Laos consideraram que o número de vítimas deverá continuar a aumentar até ao final do ano.

Em 2016, o balanço foi de 59 mortos ou feridos graves, segundo o portal do diário Vientiane Times.

O número foi apresentado durante uma reunião interministerial com organismos internacionais dedicados a promover o desenvolvimento e organizações não governamentais para abordar a gestão do legado da guerra que afetou o país há cinco décadas, durante o conflito no vizinho Vietname.

Entre 1964 e 1973, os aviões da força aérea norte-americana lançaram mais de 270 milhões de munições em Laos. Um terço das bombas e granadas não chegaram a explodir, deixando uma ameaça permanente num território que convive e se adapta à herança da guerra. Várias imagens descrevem o dia a dia dos habitantes de Laos, que vivem por cima de bombas e usam-nas como elemento decorativo