Uma jovem sueca de 17 anos foi detida, este sábado, numa estação de comboios em Viena, na Áustria, por suspeitas de estar a planear juntar-se ao Estado Islâmico, tendo sido acusada de pertencer a uma organização terrorista.

Segundo a Associated Press, que cita fonte da polícia, a jovem desapareceu na quarta-feira, e foi a sua família que contactou as autoridades, temendo que tenha sido "radicalizada" e tivesse planos de partir para a Síria.

O porta-voz da polícia, Roman Hahslinger, disse que não existem suspeitas de que a jovem estivesse a planear um ataque terrorista na Áustria.

No entanto, a menor negou qualquer intenção de viajar para a Síria.

A jovem continuava detida esta segunda-feira, e dada a sua nacionalidade, a polícia austríaca vai decidir amanhã se continua a investigação, ou entregam a rapariga às autoridades suecas.

(Foto de arquivo)