Um novo protesto realizado na segunda-feira no Rio de Janeiro contra os aumentos dos tarifários dos autocarros municipais acabou em violência entre manifestantes e forças policiais, informou a comunicação social brasileira.

Cerca de mil pessoas desfilaram durante três horas pelas principais artérias do centro da cidade e, no final, segundo a rede Globo, um grupo e a polícia confrontaram-se até ser lançado gás lacrimogéneo sobre os manifestantes.

Este grupo tinha queimado de forma simbólica um torniquete usado nos acessos dos passageiros aos autocarros junto à sede da Fetranspor, que aglomera as empresas de transportes públicos do Rio de Janeiro.