O terramoto de 8.2 na escala de Richter que abalou o norte do Chile causou seis mortes, confirmou o Governo do país já esta manhã. Entretanto, as autoridades levantaram o alerta de tsunami para todo o país.

O relato de um português «à espera das ondas» no Chile

Rodrigo Peñailillo, ministro do Interior, tinha falado inicialmente em cinco mortes e esclareceu mais tarde que há uma sexta vítima.

O terramoto, que teve 20 réplicas ao longo da madrugada, desencadeou também um tsunami com ondas de dois metros, com a população já retirada para zonas mais altas. Foram evacuados mais de 3000 km de costa de forma.

Ao longo da madrugada as autoridades foram levantando o alerta de tsunami em algumas das regiões de risco e nesta altura ele já foi cancelado para todo o país.

300 reclusas aproveitam terramoto para fugir da prisão