O líder dos Boko Haram enviou um vídeo, revelado esta segunda-feira pela agência France Presse, onde aparecem várias raparigas (alegadamente algumas das raptadas), admitindo a troca das estudantes por prisioneiros do grupo radical islâmico detidos em cadeias nigerianas, de acordo com a BBC.

Abubakar Shekau revelou ainda no vídeo que as raparigas se converteram ao Islão.

O rapto de mais de 200 raparigas de uma escola a 14 de abril, extravasou as fronteiras da Nigéria, e já há forças internacionais no terreno a tentar encontrar e libertar as raparigas. Um empenho ao mais alto nível, com chefes de Estado como Obama, Cameron e Hollande.

Hollande promove reunião internacional sobre os raptos

.

O vídeo surge um dia depois do governador da província de Borno ter recebido informações sobre as raparigas e ter passado esses dados às autoridades.

O governador Kashim Shettima acredita assim que as raparigas ainda estão em território nigeriano e não foram levadas para os países vizinhos, como os Camarões ou o Chade acrescenta a BBC.

Desconhece-se, no entanto, o estado de saúde em que as raparigas se encontram, dado tratar-se de um grupo extremamente violento.