A Scotland Yard está a analisar novas informações sobre a morte da princesa Diana, no acidente num túnel da cidade de Paris, há 16 anos.

Segundo a Sky News, a polícia britânica debruça-se sobre dados que apontam de novo para a tese de homicídio.

Uma informação fornecida pelos ex-sogros de um antigo soldado alega que Diana, o namorado Dodi Al-Fayed e o motorista foram mortos por um militar britânico.

Um inquérito concluído em 2008 atribuiu o acidente mortal à condução grosseira e negligente do motorista do Mercedes em que Diana seguia. O condutor estaria bêbado e nem Diana nem Dodi tinham apertado o cinto de segurança.

A «Princesa do Povo», como ficou conhecida Diana, tinha 36 anos quando morreu no dia 31 de agosto de 1997.