O príncipe Carlos e o filho William lançaram, este domingo, uma campanha em defesa da vida selvagem, um dia depois de William e do irmão Harry terem participado numa caçada em Espanha.

Os dois irmãos caçaram veados e javalis numa propriedade privada do país vizinho, o que suscitou protestos das organizações de defesa dos animais.

No mundo, 100 elefantes são mortos por dia e um rinoceronte é morto a cada 11 horas.

São apenas dois números, dois exemplos de um problema grave, que a família real inglesa quer agora ajudar a combater, mas que não escapa à polémica.

O tráfico de animais é um negócio em ascensão que movimenta muitos milhões de euros e que está cada vez mais organizado.