O Papa Francisco foi porteiro de uma discoteca de Buenos Aires, na Argentina, quando era estudante. A «confissão» foi feita no domingo, durante a visita a um bairro operário dos subúrbios de Roma, em Itália.

Francisco, no tempo em que ainda era só o jovem Bergoglio, teve vários empregos. De porteiro a funcionário da limpeza. Outros tempos.

Outras histórias surpreendentes do Papa Francisco.

Jorge Mario Bergoglio chegou a Papa já depois dos 70. A sua fé descobriu-a antes, como explicou, após se confessar a um padre que não conhecia. O Papa também mostrou ter bom humor, parodiando que os melhores padres são que não conhecemos e os surdos.

Nos dias de hoje, Francisco não coloca um entrave a quem quer entrar na Igreja. A porta está sempre aberta e ações como esta, em que foi celebrar uma missa fora do Vaticano e reunir-se com os católicos são como cartões-de-visita aos fiéis.

A missa na igreja de San Cirillo Alessandrino já não gerou no Papa a «ansiedade» da primeira missa depois de eleito chefe da Igreja Católica. Francisco revelou no encontro que estava um pouco «ansioso, mas que todos foram simpáticos.

Contudo, é verdade, que ter uma multidão de pessoas à nossa frente é um bocado assustador», cita o «Catholic News».