O presidente dos Estados Unidos esteve, este domingo, na cela onde Nelson Mandela esteve encarcerado, numa homenagem ao herói anti-apartheid, que continua hospitalizado em estado crítico.

Barack Obama visitou Robben Island, na África do Sul, onde Mandela passou 18 anos dos 27 que esteve preso. Foi um dos pontos altos da agenda do presidente dos Estados Unidos.

Já na Universidade da Cidade do Cabo, Barack Obama frisou o caráter emotivo da visita a Robben Island e os efeitos positivos que, com isso, quis transmitir às filhas.

A população de Soweto, zona de Joanesburgo, onde está internado «Madiba», tem promovido ao longo dos últimos dias várias manifestações contra a visita do presidente dos EUA. Os manifestantes entendem que Obama se está a aproveitar da doença do antigo líder sul-africano para promover a política dos Estados Unidos.

O périplo de Barack Obama pelo continente africano incluiu o Senegal e a África do Sul e termina terça-feira na Tanzânia.