Rumores de que o Presidente dos EUA, Barack Obama, e a cantora norte-americana Beyoncé estão «perigosamente apaixonados» têm agitado nas últimas 24 horas a imprensa mundial. A «bomba» foi lançada por um paparazzo francês e depressa se espalhou, alimentada por um outro rumor: a de que a relação entre Barack Obama e a mulher, Michelle, não está boa há várias semanas e que há vários órgãos de comunicação social a investigar o caso.

Depois da mediática separação de François Hollande e Valérie Trierweiler, em França, crescem boatos de que, do outro lado do Atlântico, o casamento de Obama e Michelle está em crise. A imprensa mais sensacionalista norte-americana fala em alegadas traições do Presidente norte-americano que terão sido descobertas pela mulher. Refere ainda que o casal já dorme em quartos separados e que Michelle estará decidida a avançar com o divórcio, mas Barack Obama ter-lhe-á pedido para manter as aparências até ao final do mandato.

Na segunda-feira de manhã, dia em que François Hollande chegou, sozinho, a Washington, para uma visita oficial, o paparazzo francês Pascal Rostain lançou, aos microfones da rádio Europe 1, o rumor sobre um alegado caso extraconjugal entre Barack Obama e Beyoncé.

O fotógrafo francês de celebridades afirmou que «neste momento nos Estados Unidos está a acontecer algo enorme». «Sairão amanhã [terça-feira] no [jornal] "Washington Post" as indiscrições da suposta relação entre o Presidente» e a cantora.

Apesar de não haver qualquer outra informação sobre o assunto além das declarações de Rostain, o boato foi ganhando força, na segunda-feira, nas redes sociais e nos «media» internacionais. Ao ponto de a direção do diário norte-americano se sentir obrigada a desmentir formalmente a informação. O «Washington Post» desmentiu, logo na segunda-feira, de que estaria a preparar uma notícia sobre o suposto relacionamento amoroso entre Beyoncé e Barack Obama. «Tal não é, definitivamente, verdade», sublinhou o porta-voz Kris Coratti.

Depois de lançar a «bomba», o próprio fotógrafo Pascal Rostain, que trabalha para revistas como a Paris Match, recuou, referindo ao Le Figaro que queria «fazer uma piada». Numa entrevista concedida a um «site» noticioso francês, Pascal Rostain, responsável por revelar vários casos extraconjugais que envolvem figuras públicas, justificou-se dizendo que a relação entre Barack e Michelle Obama não está boa há várias semanas.

Pascal Rostain, de 56 anos, fundador da agência Sphinx, com 30 anos de carreira e uma vasta carteira de contactos, é conhecido, entre outros furos, por publicar as primeiras fotografias da ex-mulher do ex-Presidente francês Nicolas Sarkozy, Cecilia, com o publicitário Richard Attias em 2005.