Começou a época de caça ao golfinho no Japão, apesar dos protestos da comunidade internacional.

Centenas de golfinhos estão a ser reunidos por pescadores na baía de Taiji e, depois de selecionados, alguns dos animais serão entregues a parques temáticos, mas largas dezenas vão ser mortos para consumo humano.



Todos os anos, os pescadores da vila piscatória do oeste do Japão encurralam centenas de golfinhos numa baía. Os animais são empurrados para águas menos profundas e depois presos pelas caudas para que não consigam escapar.

Cerca de 200 foram apanhados nos últimos dias e pelo menos 20 já foram mortos.

Os pescadores taparam o acesso à baía com uma lona para impedir os ativistas e jornalistas de presenciarem a operação, mas o sangue dos animais depressa se espalhou pela água.

Esta prática tem sido alvo de fortes críticas e tornou-se mundialmente famosa através de um documentário já premiado com um Óscar.