A cidade alemã de Munique deu luz verde aos seus residentes e visitantes para andarem nus na rua, em seis zonas urbanas especificadas.

As seis zonas oficialmente classificadas como «zonas urbanas nuas» estão localizadas em parques na cidade perto de zonas centrais. Um destes parques fica mesmo a 10 minutos da principal praça da cidade, e não em jardins secretos, vedados e escondidos.

Flaucher, Brudermuhlbrucke, Mittlere-Isar-Straße, Eisbach, Schwabinger Bucht e Feldmonchinger See são as zonas em causa. A nova legislação surge para tapar um vazio legal que surgiu depois da anterior legislação sobre a nudez ter expirado. Agora, os alemães determinaram que nas referidas zonas é possível apanhar banhos de sol sem roupa, fazer piqueniques ou simplesmente conversar com os amigos.

A um europeu mais do sul este pode parecer um costume um pouco insólito, mas no país de Merkel o nudismo é mais do que o hábito de alguns, é mesmo uma questão cultural e praticado por muitos alemães. A alegada imagem de Merkel nua, nos seus 20 anos, encontra também aqui mais uma explicação.

Na realidade o nudismo em praias, na Alemanha, é permitido desde 1920 e Schwabinger Bucht (Jardim dos Ingleses) era já conhecido por ser um dos locais onde um alemão podia comungar com a natureza na sua forma mais natural: sem roupa, claro está.

Uma recente sondagem no país revelou que praticamente um em cada cinco alemães já passou um dia na praia sem roupa.