Notícia atualizada às 10:30

O Reino Unido voltou a enfrentar na quarta-feira tempestades, que agravaram as inundações no país, provocaram um morto, deixaram quase 150 mil casas sem energia e cancelaram jogos de futebol.

Segundo um balanço do dia feito pela agência France Presse, um homem morreu eletrocutado quando tentava remover uma árvore tombada sobre linhas elétricas em Wiltshire, no sudoeste de Inglaterra, enquanto 147 mil casas, sobretudo em Gales, ficaram sem energia devido a danos na rede de distribuição.

Rajadas de cerca de 160 quilómetros por hora atingiram Inglaterra e País de Gales e as águas do rio Tamisa podem alcançar hoje o seu nível máximo em 60 anos, ameaçando cidades e o oeste de Londres.

De acordo com a imprensa britânica online, para esta quinta-feira, está prevista uma combinação de inundações, ventos fortes e chuva intensa. As ligações rodoviárias e ferroviárias devem sofrer fortes condicionamentos.

Entretanto, a tempestade fez mais uma vítima: um homem de 70 anos morreu eletrocutado, quando tentava remover uma árvore que derrubou cabos elétricos.