O presidente e os partido da oposição ainda não chegaram um acordo político na Ucrânia e milhares de ucranianos mantém-se nas ruas contra o atual Governo.

Para terminar com as sucessivas manifestações de rua, ainda não há acordo entre o presidente Yanukovich e a oposição. A oposição exige a demissão do primeiro-ministro e a realização de eleições presidenciais e legislativas antecipadas .

No final da primeira ronda de conversações, um dos líderes da oposição descreveu uma «conversa de surdos» e acusou o presidente de estar a fazer um simulacro de diálogo.

A oposição voltou a apelar à mobilização, neste fim de semana, para manter a pressão sobre o Governo.

Na origem da crise ucraniana está a recusa do presidente em assinar um acordo de cooperação com a União Europeia e a insistência de Yanukovich em manter os laços com a Rússia.