A chanceler alemã, Angela Merkel, considerou que a vitória nas eleições, com mais de 42% dos votos, a maior votação do SPD desde a reunificação, é «um super-resultado». As televisões alemãs avançaram a possibilidade de chegar a uma maioria absoluta, mas a chanceler deverá ficar aquém do resultado desejado.

Em declarações citadas pela agência Bloomberg, a chanceler alemã considerou que obteve um «super-resultado» e prometeu tudo fazer para garantir «quatro bons anos» ao seu país.

Minutos antes, os social-democratas do SPD, o maior partido da oposição, tinham admitido a derrota, considerando que «a bola está no campo da senhora Merkel», referindo-se ao facto de ela ser a próxima chanceler e de lhe caber a escolha sobre o próximo partido de coligação.

As estimativas das cadeias de televisão públicas da Alemanha deram a vitória com maioria absoluta aos conservadores CDU-CSU da chanceler alemã Angela Merkel, avançado com a hipótese de Merkel governar sozinha, sem necessitar de recorrer a uma coligação com os sociais-democratas (SPD)

A última vez que esta situação ocorreu foi em 1957, com o chanceler Konrad Adenauer.

No entanto, com o avançar da contagem dos votos, a maioria absoluta começou a ficar cada vez mais longe. A chanceler deverá perder a maioria absoluta por muito pouco, no entanto, a própria, sorridente, remeteu qualquer declaração sobre uma eventual coligação para depois de conhecidos os resultados oficiais.

Notícia atualizada às 00:10