O mau tempo na Antártida continua a impedir o resgate de 74 pessoas que se encontram a bordo do navio russo Akademik Shokalskiy, preso no gelo desde o passado dia 24, informou esta segunda-feira a imprensa local.

O navio quebra-gelo australiano Aurora Australis, que partiu em auxílio à missão científica, deveria ter alcançado o Akademik Shokalskiy na noite de domingo, mas as dificuldades para avançar vão atrasá-lo, pelo menos, até ao final do dia de hoje.

O Aurora Australis «está lentamente a abrir caminho, mas as condições meteorológicas não são boas». «Há tempestades de neve e a visibilidade é muito fraca», disse a porta-voz da Autoridade Marítima Australiana à agência local APP.