O intérprete de linguagem gestual na cerimónia fúnebre de Nelson Mandela, que alegou esquizofrenia depois de ter sido acusado de fraude, foi internado num hospital psiquiátrico, informou hoje a imprensa sul-africana.

Thamsanga Jantjie gerou polémica pela sua tradução para linguagem gestual de intervenções de individualidades como o Presidente norte-americano, Barack Obama, e dos filhos de Mandela na cerimónia da semana passada, tendo especialistas em linguagem gestual indicado que o seu trabalho não passou de «agitar os braços» e de «gestos engraçados».

De acordo com o jornal Star, a mulher de Jantjie levou hoje o marido a um hospital psiquiátrico perto de Joanesburgo, que terá sugerido o seu internamento imediato.