A infanta Cristina de Espanha está, este sábado, a ser ouvida no Tribunal de Maiorca. A filha do rei Juan Carlos é arguida por alegados crimes de fraude fiscal e branqueamento de capitais. À entrada do tribunal, à espera da infanta estava uma manifestação anti-monarquia.

A infanta Cristina chegou às 09:45 locais (08:45 em Lisboa), sorridente. Foi com sorrisos enfrentou um batalhão de repórteres, cerca de 400.

O depoimento de Cristina surge depois de dois anos de instrução do processo que envolve o marido de Cristina, Iñaki. Mais de 40 advogados, representando a defesa de todos os arguidos e as acusações particulares e populares, acompanham o depoimento. No Tribunal de Maiorca, estão proibidos o uso de telemóveis ou computadores.