Barry, Izzy e o seu filho bebé bem podem agradecer à sorte ou ao destino. Este casal devia ter embarcado no avião que foi abatido na Ucrânia, mas foi colocado à última da hora noutro voo.

Segundo contaram aos jornalistas, atrasaram-se a chegar ao aeroporto de Amesterdão e, quando chegaram ao check-in da Malaysia Airlines, foram informados que o avião estava cheio e não havia lugares para os três. Foram, então, direcionados para um voo da KLM horas mais tarde.

«Deram-nos uma segunda oportunidade», afirmou Izzy Sim, visivelmente chocada.