Atualizado às 11:31

O Papa Francisco recebeu, esta quinta-feira de manhã, Barack Obama, no Vaticano. Pela primeira vez, o presidente dos Estados Unidos encontrou-se com o Santo Padre.

Antes de chegar à Santa Sé, Obama anunciou que estava em Roma para escutar Francisco. Nos poucos segundos em que foi possível filmar o encontro, os dois apresentaram-se sorridentes. Barack Obama disse mesmo ao Papa e passo a citar: «é tão bom vê-lo». Afirmou ainda sentir-se «honrado» por estar no Vaticano.

«É fantástico poder conhecê-lo. Obrigado, obrigado. É uma grande honra. Eu sou um grande fã seu. Muito obrigado por me receber», disse Barack Obama.

Em entrevista ao jornal italiano «Corriere Della Sera», o líder da Casa Branca afirmou que «o Papa desafia-nos, implora-nos a dar-nos às pessoas, às famílias e aos pobres. Convida-nos a refletir e a deter-nos sobre a dignidade do homem».

Segundo uma nota da presidência norte-americana, a conversa entre Obama e Francisco tinha como objetivo focar-se no compromisso de combater a pobreza e a crescente desigualdade no mundo.

Mas o presidente norte-americano não chegou ao Vaticano de mãos a abanar e entregou ao Papa Francisco um cabaz, feito à mão, com sementes de fruta e vegetais, iguais às utilizadas nos jardins da Casa Branca.

Recorde-se que, no inicio deste mês, o Sumo Pontífice admitiu abrir ao público os jardins do Palácio Apostólico, em Castel Gandolfo, a residência de Verão do Papa.

Este é o primeiro encontro entre ambos e durou pouco menos que uma hora. A última vez que Baracak Obama esteve no Vaticano foi em 2009, para um encontro do Bento XVI.

Mas não é só Barack Obama que admira o Papa Francisco. De acordo com uma sondagem revelada quarta-feira, escreve o «Business Insider», 76% dos norte-americanos é fã do santo Padre.