Se uma mãe passasse a ser paga pelo trabalho que tem com filhos, então, deveria ganhar qualquer coisa como 119 mil euros, mais de 100 mil libras, por ano, de acordo com uma pesquisa noticiada pelo «Independent» e feita para o universo britânico, mas que se encaixa nas mães de todo o mundo.

A investigação avaliou o desgaste que as funções de mãe provocam e as horas extras que são obrigadas a trabalhar. Pois, parece atrativo, mas as mães «trabalham» 24 horas por dia, sete dias por semana, não têm férias e muito menos pagas.

Nos primeiros quatro a cinco anos da vida de uma criança, a mãe trabalha qualquer coisa como 5800 horas por ano e 112 por semana. E melhora pouco depois de irem para a escola. A média semanal passa para 96 horas de dedicação.

As mães também estão sujeitas a limpar durante oito horas por semana e passar 13 por semana a cozinhar. Ao fim de um ano, uma mãe de duas crianças lavou 680 quilos de roupa, que depois ainda é preciso passar essa roupa toda a ferro.

Uma empregada doméstica saía mais cara, conclui o jornal.

Agora, some as horas que uma criança passa doente com as mães à cabeceira da cama. E o tempo que leva a consolá-las. E as amizades que perde porque não tem tempo...

Pode parecer uma brincadeira, mas com o dia da mãe a chegar, vale a pena pensar numa prenda a sério.