As várias guerras em Angola fizeram milhares de órfãos, abandonados ou simplesmente perdidos da família. No centro Oku-tiúka, no Huambo, um grupo de mais de 50 rapazes vive numa comunidade muito especial, dirigida por Sónia Ferreira.

Vários destes rapazes têm capacidades artísticas muito acima da média. São sobreviventes natos, os meninos do Huambo que se fizeram homens.

«Os rapazes do Huambo» é uma grande reportagem do jornalista Victor Bandarra, com imagem de Ricardo Ferreira e edição de imagem de Miguel Freitas.