No Rio de Janeiro, mais protestos durante e após a final da Taça das Confederações entre Brasil e Espanha, que a seleção canarinha acabou por vencer por 3-0.

As marchas de protesto saíram à rua muitas horas antes de o jogo começar. Os confrontos entre polícia e manifestantes começaram nas imediações do estádio Maracanã.

De acordo com a imprensa brasileira, a manifestação decorria pacificamente até um grupo mais exaltado ter começado a lançar latas de cerveja contra os agentes de segurança.

A polícia respondeu com gás lacrimogéneo e balas de borracha e há registo de várias dezenas de feridos.

Os tumultos obrigaram ainda ao encerramento de uma das estações de metro junto ao estádio, onde milhares de adeptos aguardavam para sair.