Nove feridos e perto de 70 detidos é o resultado das manifestações de protesto, este sábado, em várias cidades brasileiras no Dia da Independência.

No Rio de Janeiro, os manifestantes invadiram o desfile militar na Avenida Presidente Vargas, queimaram bandeiras nacionais e envolveram-se em confrontos com a polícia, que acabou por disparar gás lacrimogéneo para dispersar os manifestantes. Nove pessoas ficaram feridas e 27 foram detidas.



Na capital federal, algumas dezenas de pessoas tentaram interromper, sem sucesso, o desfile presidido por Dilma Rousseff. Há registo de 39 detidos.

Ainda em Brasília, mais de duas centenas de pessoas tentaram invadir o Estádio Nacional, onde a seleção brasileira ganhou à Austrália por 6-0. Há relatos de jornalistas feridos e atingidos pela polícia com gás lacrimogénio.

Em São Paulo, a Avenida Paulista foi bloqueada os manifestantes envolveram-se em confrontos com a polícia em frente à Câmara.

Há várias semanas que uma jornada nacional de protesto estava convocada pelas redes sociais para 150 cidades.