Quarenta e cinco minutos depois de começar, a família real britânica e os convidados começaram a deixar a capela de St. James, em Londres, após o batismo do príncipe George, terceiro na linha de sucessão ao trono da Grã-Bretanha. Com três meses de vida assinalados na terça-feira, George Alexander Louis foi batizado com água do rio Jordão, numa cerimónia que os pais, William e Catherine, quiseram íntima, ao contrário das festas reais habituais.

O bebé George envergou uma réplica de um vestido feito em 1841 para o batismo da filha mais velha da rainha Victoria, que já foi usado para a cerimónia de batismo de dezenas de crianças da família real inglesa ao longo da História. Na cerimónia foram cantados dois salmos e dois hinos. Um deles foi «Blessed Jesus», composto para o batismo do príncipe William, em 1982, refere o repórter da BBC, Peter Hunt, através do Twitter.









Os 22 convidados seguiram depois para Clarence House onde o príncipe de Gales e a duquesa da Cornualha ofereceram um chá e bolo (congelado). Um comunicado da casa real britânica confirmava, esta quarta-feira, que seria servido um andar do bolo de oito andares do dia em que William e Kate se casaram, a 29 de abril de 2011.





A cerimónia na capela de St. James começou, pontualmente, às 15.00. A rainha foi a última a chegar como manda o protocolo, vestida de azul. A cerimónia marcou um momento histórico, que reuniu quatro gerações de monarcas, algo que já não acontecia há mais de um século. Na quinta-feira será difundida uma fotografia da autoria de Jason Bell que junta a rainha Isabel II, Carlos, William e George.

William e Kate, descontraídos, esperaram os convidados à entrada da capela real. «Estamos muito entusiasmados», disseram os duques de Cambridge à chegada, conforme relatou Peter Hunt, através do Twitter.

Os duques de Cambridge posaram de forma breve para as objetivas com George ao colo. Catherine escolheu um modelo bege da marca Alexander McQueen, pondo fim às especulações nas casas de apostas.