A Alemanha vai ter pela primeira vez na sua história uma mulher à frente do Ministério da Defesa. Trata-se de Ursula von der Leyen, médica ginecologista, mãe de sete filhos, casada com um médico.

É também uma mulher com um discurso pró-Europa, politicamente incorrecto na família social-democrata alemã.

Há quem veja nesta médica a sucessora de Angela Merkel.

Para isso, além de 185 mil militares, terá de cativar os conservadores.