O diário espanhol «El País» acaba de lançar no Brasil a primeira edição digital em português. Com sede em S. Paulo, e com uma maioria de jornalistas brasileiros, este é o primeiro passo para a internacionalização do jornal de referência espanhol.

O diário do grupo Prisa, o mesmo da TVI, já é líder de informação em espanhol na Internet e não quer ficar de fora do crescimento do Brasil, que em 2015 terá cerca de 90 milhões de internautas.

O lançamento da nova plataforma coincidiu com uma visita diplomática do príncipe Filipe de Espanha ao país, que não deixou de congratular a iniciativa do grupo Prisa.

«Com esta edição do jornal "El País" no Brasil, o grupo Prisa honra a sua forte vocação ibero-americana, que tem demonstrado nos seus 40 anos de história no mundo da comunicação. As minhas afetuosas congratulações», disse o príncipe.

O diretor do jornal, Javier Moreno, disse que o objetivo é tornar o «El País» num jogador mundial na área da comunicação: «O jornal "El País" quer ser um jogador global na informação e para essa estratégia é fundamental estarmos no Brasil».

Já para o presidente do grupo Prisa, Juan Luís Cebrián, além desta ser a primeira edição em português do «El País», este passo tem outra importância, nomeadamente por esta versão ser um nativo digital.

«No caso da edição brasileira do "El País", vai ser a primeira ocasião que vamos fazer um jornal que é, desde o princípio, digital», disse o presidente.

A primeira edição do «novo» «El País» foi dedicada à presidente Dilma Rousseff, que deu uma entrevista onde fala sobre os protestos populares do mês de junho, e da sua posição em relação à espionagem dos EUA.