A embaixada da Venezuela em Lisboa indicou, esta segunda-feira, que a imprensa confundiu as «boas-vindas» à época natalícia pelo Presidente do país, Nicolás Maduro, como uma antecipação do Natal.

Num comunicado enviado à agência Lusa, a representação diplomática começa por explicar que, a 01 de novembro, o Presidente venezuelano, Nicolás Maduro, «deu as boas-vindas à época natalícia» e participou com os seus ministros no «Pregão do Natal, uma tradição cultural anual, prenúncio do amor, da felicidade e do reencontro da família», num ato que foi mal interpretado.

No dia 1 de novembro, o presidente venezuelano declarou: «Hoje, sexta-feira, 1º de novembro, decretamos a chegada do Natal porque queremos a felicidade de todo o povo, a paz», disse Nicolás Maduro, segundo cita o «La Nación».

O presidente venezuelano cantou inclusive canções natalícias. «O Natal antecipado é a melhor vacina para qualquer coisa que queiram inventar, para quem quiser inventar tumultos e violência», concretizou Maduro.