Dois meninos de 9 e 12 anos foram presos, na terça-feira, sob suspeita de envenenarem uma professora em Nova Iorque, nos Estados Unidos. Testes de laboratório revelaram que os alunos colocaram veneno para ratos dentro da garrafa de água utilizada pela docente na segunda-feira à tarde, o que a levou a passar mal no dia seguinte. A professora, cujo nome não foi divulgado, foi tratada por um médico e está fora de perigo.

De acordo com a CNN, os rapazes foram formalmente acusados de agressão em segundo grau, atentado contra a vida de outra pessoa (uma acusação mais branda do que tentativa de homicídio) e também por posse de uma arma. Em muitos Estados norte-americanos, rapazes e raparigas podem responder criminalmente a partir dos sete anos. Se condenados, os menores não vão para a cadeia, mas sim para reformatórios.

O sargento John Buthorn, do Departamento de Polícia de Nova Iorque, informa que o incidente aconteceu num colégio público de Brooklyn, a School of Performing Arts (Escola de Artes Cénicas). Aproximadamente 849 alunos do jardim-de-infância até ao quinto ano frequentam o local. Nem a direção da escola nem o Departamento municipal de Educação quiseram comentar o caso.

Este caso de envenenamento em Nova Iorque é similar a um incidente que ocorreu no início de maio, no Reino Unido. Dois meninos de 10 anos misturaram um líquido misterioso no café de uma professora enquanto ela estava fora da sala de aula. Emma Place, de 39 anos, estava prestes a tomar a bebida quando foi alertada por um terceiro estudante que o copo continha uma substância tóxica. O plano, de acordo com o tabloide inglês «The Sun», foi orquestrado por um grupo de crianças que se intitulava «A Máfia».