O comboio, claro, terá caraterísticas especiais: será um comboio de levitação magnética e vai unir Tóquio e Nagyoa, mas só em 2027.

A operadora ferroviária japonesa Central Japan Railway (JR Tokai) apresentou o projeto em setembro do ano passado e remeteu-o em agosto ao Executivo nipónico. O aval do Governo foi dado agora.

A central espera proporcionar a primeira viagem comercial entre aquelas cidades daqui a 13 anos. É um trajeto de 286 quilómetros, que será feito em apenas 40 minutos. Atualmente, demora 89 minutos, por via do serviço de alta velocidade Shinkansen, mais conhecido como «comboio bala».