Os veículos sem condutor humano da Google estiveram envolvidos em 11 acidentes em seis anos de testes na Califórnia, avança a agência Lusa.

A empresa norte-americana sublinha ainda os dados como uma prova de “segurança” dos seus carros.

“Se estiveres muito tempo na estrada acontecem acidentes, tanto num veículo convencional como naqueles que são ‘conduzidos’ automaticamente. Em seis anos de testes, tivemos 11 acidentes menores em mais de 2,7 milhões de quilómetros percorridos”, disse na segunda-feira Chris Urmson, diretor do programa da Google.


Chris Urmson vincou o facto dos acidentes terem sido todos de “menor consequência” e garantiu que todos eles se ficaram a dever a manobras de condutores que seguiam nos seus próprios veículos e não dos carros da Google.