O Papa aprovou a criação de um departamento no Vaticano que irá julgar os bispos acusados de encobrir, ou de não prevenir, abusos de menores por parte de elementos da Igreja.  Esta era uma exigência feita por grupos de vítimas. 

Esta espécie de tribunal será tutelado pela Congregação para a Doutrina da Fé, segundo explica um comunicado do Vaticano.  

Antes de chegarem a este departamento, os bispos acusados serão alvo de uma investigação preliminar. 

Sucessivos escândalos de pedofilia e de encobrimento de abusos têm afetado duramente a imagem da Igreja. O Papa definiu este problema como prioritário desde que foi eleito. 

Em fevereiro, o Papa ordenou aos bispos de todo o mundo que coloborassem com a comissão criada para combater os abusos na Igreja, mesmo que isso trouxesse à luz novos escândalos de pedofilia.