O Papa Francisco reconheceu as "virtudes heróicas" do Papa João Paulo I (1912-1978), primeiro passo para a sua beatificação, anunciou esta quinta-feira o departamento de comunicação do Vaticano.

Jorge Bergoglio assinou na quarta-feira um decreto sobre Albino Luciani, que o torna oficialmente "venerável", possibilitando a sua beatificação caso a Igreja reconheça um milagre obtido através da sua intervenção.

João Paulo I, apelidado de "Papa bom" ou "Papa do sorriso", foi o último papa italiano e um dos que menos tempo ocupou o cargo: foi eleito em agosto de 1978 e morreu 33 dias mais tarde, alegadamente por ataque cardíaco.

Neste curto período, conseguiu imprimir um estilo mais direto ao cargo, mas rapidamente ficou isolado na Cúria Romana - o Governo do Vaticano - devido à sua imagem de simplicidade.