As autoridades de saúde angolanas vacinaram perto de metade da população contra a febre-amarela em quatro meses, tentando desta forma travar a propagação da doença, que desde 5 de dezembro já matou 345 pessoas no país.

A informação consta do mais recente relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS), a que a Lusa teve hoje acesso, segundo o qual 10.641.209 pessoas foram vacinadas no país contra a doença, até 10 de junho.

Quase metade do país foi vacinado e Angola recebeu 11.635.800 vacinas. Foram feitas campanhas de vacinação em massa em todos os municípios de Luanda, em sete distritos de Benguela, em cinco distritos de Cuanza Sul, cinco municípios do Huambo, três distritos de Huíla e dois do Uíge", refere a OMS.