Uma maratonista foi atacada por um urso negro quando corria na Reserva Nacional de Valles Caldera no norte do Estado do Novo México, nos Estados Unidos, na passada tarde de sábado.

Os ataques perpetrados por ursos nos Estados Unidos da América são mais frequentes do que seria desejável.

Segundo o Departamento de Caça e Pesca do Novo México, o ataque terá sido realizado na Reserva Nacional de Valles Caldera por uma fêmea, que, devido à presença da cria, se terá sentido ameaçada.

Ainda que um urso-negro americano pese aproximadamente 350 kg, do ataque resultaram ferimentos não considerados graves na cabeça, pescoço e tronco da vítima, que terá sido socorrida por outros maratonistas enquanto aguardava pela equipa de emergência. Foi, depois, transportada de helicóptero para um hospital em Albuquerque.

O Departamento de Caça e Pesca do Novo México e o Serviço de Parques Nacionais tentam, agora, encontrar a ursa para que seja abatida e lhe seja feito o teste da raiva que, segundo o DCP, “é quase 100% fatal para os humanos se não for devidamente tratada”.