O Parlamento Europeu (PE) apelou hoje à Rússia para que acabe com as pressões «inaceitáveis» sobre os países da antiga União Soviética que procuram uma aproximação à União Europeia (UE).

Numa resolução adotada em Estrasburgo, os eurodeputados convidaram Moscovo a «abster-se de exercer pressões acrescidas» sobre seis estados, nomeadamente a Ucrânia, que aderiu ao programa conhecido como «parceria oriental» da União Europeia.

A Rússia deve «respeitar inteiramente o direito soberano[destes países] de fazerem as suas próprias escolhas políticas», sublinhou o PE, que considera estas pressões «inaceitáveis».