A missão das Nações Unidas no Afeganistão (UNAMA) alertou hoje para o "número recorde de vítimas civis" no país no primeiro semestre do ano, com 5.166 mortos e feridos.

A UNAMA precisa, num relatório, que foram registados 1.601 mortos civis e 3.565 feridos nos primeiros seis meses do ano, mais 4% do que no mesmo período de 2015, e que "um terço das vítimas são crianças", das quais 388 morreram.

Segundo a missão da ONU, estes números são os mais elevados desde 2009, quando começou a fazer a contagem das vítimas civis do conflito no Afeganistão.