O navio-tanque Kerala, com pavilhão da Libéria, está há quatro dias sem fazer ou receber contactos via rádio e empresas ligadas à navegação marítima acreditam que a embarcação pode ter sido sequestrada ao largo de Angola.

O último porto em que foi registado o movimento do Kerala, construído em 2008, foi o de Luanda, segundo o sítio da Internet Marine Traffic, que apresenta em tempo real a localização de todo o tipo de embarcações.

A última comunicação a partir do Kerala foi feita pouco depois da 01:30 do passado dia 18, ao largo de Luanda, refere na sua página na Internet a empresa proprietária da embarcação, a DynaCom Tankers.