Guerrilheiros do Exército de Libertação Nacional (ELN) da Colômbia estão a entregar material subversivo em escolas venezuelanas de vários municípios do Estado venezuelano de Táchira, a 800 quilómetros a sudoeste de Caracas, indicou o Colégio de Professores de Táchira.

Segundo Javier Tarazona, porta-voz do Colégio de Professores de Táchira (organização composta por profissionais do setor), há vários meses que guerrilheiros do ELN distribuem a revista «Antorcha» (tocha), a qual contém informações sobre as atividades daquele grupo subversivo.

«Os fascículos estão a ser entregues em escolas estaduais e nacionais, no municípios fronteiriços Rafael Urdaneta, Pedro Maria Ureña, Junín e Bolívar. O material impresso contém textos alegóricos da guerrilha, atividades (...), jogos para crianças como pintar, completar palavras que faltam em canções insurgentes, entre outras», disse.