A prevenção de doenças humanas transmissíveis aos gorilas das montanhas, em perigo de extinção no Uganda, é o trabalho do grupo "Conservation Through Public Health" (CTPH), fundado por uma das primeiras conservacionistas africanas Gladys Kalema-Zikusoka.

Os programas do CTPH (Conservação Pela Saúde Pública) destinam-se a prevenir doenças infeciosas como a diarreia, sarna e tuberculose, que são facilmente transmitidas pela população humana aos gorilas.

«Atualmente, a nossa investigação foca-se na transmissão de doenças entre as pessoas e os gorilas. Analisamos regularmente, pelo menos uma vez por mês, amostras fecais de um grupo de gorilas, do qual nos podemos aproximar, para ver se estão a ser contaminados na interação com gado ou pessoas», disse a fundadora e presidente do grupo, em entrevista à cadeia de televisão norte-americana CNN.