Citado pela agência noticiosa russa RIA Novosti, este enviado, Martin Sajdik, disse: “Exprimimos as nossas expectativas e esperanças de que as pessoas do leste da Ucrânia possam gozar os seus dias de Natal e Ano Novo em paz e manter esta condição no futuro”.