A França visa o levantamento “no próximo verão” das sanções impostas pelo Ocidente à Rússia, devido à crise ucraniana, disse hoje o ministro da Economia de França, Emmanuel Macron, numa deslocação que realizou a Moscovo.
 

“O objetivo que temos, é o de levantar no próximo verão as sanções porque o processo terá sido respeitado”, disse o governante francês num encontro com empresários franceses, referindo-se aos Acordos de Minsk, assinados no ano passado, com vista a resolver o conflito no leste da Ucrânia, noticiou a AFP.


A União Europeia proclamou sanções económicas contra a Rússia, devido à anexação da Crimeia, em março de 2014 e o seu presumível papel no conflito com os separatistas do leste da Ucrânia, que fez mais de 9.000 mortes.