“Vamos colocar temporariamente armamentos para uma brigada, incluindo veículos de combate e equipamentos associados, nos países da Europa central e do leste”, declarou Carter durante uma conferência de imprensa na capital da Estónia, Tallinn.


"A Estónia, assim com a Lituânia, Letónia, Bulgária, Roménia e a Polónia aceitaram acolher material suficiente para equipar entre uma companhia e um batalhão. Este material vai circular na região para treinos e exercícios", precisou Carter.