O Governo turco decidiu esta quinta-feira bloquear o acesso ao site YouTube, uma semana depois de ter feito a mesma coisa com a rede social Twitter, na sequência da divulgação de sons alegadamente manipulados visando elementos do regime.

De acordo com a edição online do diário turco Hurriyet, a decisão da autoridade governamental para o sector das telecomunicações foi esta quinta-feira comunicada aos servidores de Internet e aos operadores turcos.

«O acesso foi bloqueado pela Autoridade turca para as telecomunicações», lê-se, segundo o jornal, numa mensagem aos internautas que desejem entrar no site de partilha de vídeos e sons.