Três cubanos tentaram chegar aos Estados Unidos a bordo de uma prancha de windsurf, mas apenas um terá alcançado terra firme. Henry Vergara Negrin, de 24 anos, conseguiu passar o Estreito da Flórida, conhecido pelas suas correntes fortes, e alcançar solo norte-americano.

De acordo com o «The Miami Herald», um segundo imigrante, de nome Dwarta, foi localizado em alto mar por um pescador, na manhã de quinta-feira, a sete quilómetros de Florida Keys. O outro, Armando, foi encontrado no mar pela guarda costeira, depois de quatro horas à deriva no mar

De acordo com o relatório da polícia de Key West, Henry Vergara Negrin deixou Jibacoa, em Cuba, pelas 09:00 da terça-feira da última semana, com os dois companheiros, em pranchas separadas. Jibacoa fica a 156 quilómetros a sul de Key West. Negrin deu à costa cerca de nove horas depois, perto de um resort de luxo de Key West e foi ajudado por hóspedes e funcionários. Recebeu assistência num hospital local.

De acordo com o que contou à polícia, Negrin perdeu de vista os companheiros quatro horas depois do início da viagem.

De acordo com a lei denominada «pé molhado / pé seco», os imigrantes cubanos que chegam ao solo dos EUA são autorizados a permanecer. Os que são intercetados no mar são devolvidos à origem.