O ex-secretário de Estado do Ambiente de Timor-Leste, Abílio Lima, foi condenado a cinco anos de prisão por corrupção, mas já recorreu da sentença. O anúncio foi feito pelo Programa de Monitorização do Sistema Judicial timorense.

De acordo com este programa, o tribunal distrital de Díli condenou no passado dia 30 o ex-secretário de Estado do Ambiente a cinco anos de prisão e ao pagamento de mais de cinco mil dólares de indemnização ao Estado.

O chefe de gabinete e a tesoureira do ex-secretário de Estado foram também condenados a três anos e um ano e três meses de prisão, respetivamente, acrescenta a Lusa.